sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

O PROCESSO DA MANIFESTAÇÃO DO PODER DE DEUS

Deus está agindo na terra, e para que todos possam ver, e para participar desta ação é preciso entrar neste processo.

Quem estiver envolvido no processo da manifestação de Deus verá com certeza Seu poder agindo em todo momento, verá a grande diferença, verá o melhor da parte de Deus.

Quem estiver reclamando da vida, descontente com os infortúnios, murmurando de tudo, nada fazendo para melhorar ao seu redor, não vai conseguir perceber o agir de Deus.

E, perto da meia-noite, Paulo e Silas oravam e cantavam hinos a Deus, e os outros presos os escutavam. (Atos 16:25)



Paulo e Silas quando anunciavam o Evangelho foram parar numa prisão escura, e ali no fundo do poço, não pensaram ser o final da linha, estava sendo castigados, humilhados, mas durante a meia noite, começaram a louvar o Senhor com cânticos.

Eles reclamaram da situação? Não. Eles murmuraram? Não. Eles desistiram da vida? Também não.

Eles adoraram e louvaram o Senhor em momentos difíceis, porque estavam completamente envolvidos no processo da manifestação do poder de Deus na terra.

Eles estavam simplesmente anunciando o Reino de Deus para as nações, estavam fazendo o bem, estavam espalhando boas noticias, estavam confiantes no caminho, não importando as circunstancias, sabiam das dificuldades, não recuaram, estavam vivendo pela fé, estavam firmes no processo, felizes no espírito, eles realmente queriam ir além, transcender, continuar vencendo as circunstâncias, fazendo a vontade de Deus.

A palavra de Deus diz: Mas o justo viverá da fé; E, se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele. Hebreus 10:38

Deus ouviu o louvor de Paulo e Silas, imediatamente agiu mais uma vez na vida deles, se eles estivessem com medo e desistindo de prosseguir, sofreriam mais, talvez ficassem mais tempo na prisão, mas quem permanece envolvido no processo da manifestação do poder de Deus, não há muralhas que ficarão de pé, haverá libertação, livramento, haverá uma saída.



Deus está perto de nós, não precisamos ir muito além das nossas próprias forças, Deus está sempre na frente quebrando correntes. Paulo e Silas estavam em harmonia com Deus, trabalhando para Deus, eles estavam juntos orando, louvando, procurando em pensamento por Deus, a fé deles estava ativa.

Infelizmente, muitos de nós, na presença dos obstáculos, de situações difíceis, reclamamos de tudo, seja do frio, do calor, de uma unha encravada, das contas, dos filhos, do trabalho, da igreja, da mulher, do marido, queremos desabafar, largar tudo, queremos sempre fardos mais leves, caminhos mais suaves.

A vida não é assim, tem situações que nos amarram, nos deixam abatidos.

Paulo e Silas foram surrados, estavam amarrados, presos, sem família, sem amigos, sem comida, sem dinheiro, numa situação muito desconfortável, mas em nenhum momento jogaram a toalha, ficaram irados, não desistiram da vida.

Não desistiram de lutar, do trabalho que estavam fazendo, confiaram no plano, no propósito, no processo da manifestação do poder de Deus.

Eles enxergaram além, pois tinham muita fé em Deus.



Um falou para o outro, vamos orar e louvar a Deus que ele virá em nosso socorro e veremos como ele vai agir, como ELE vai nos socorrer, mas com certeza ELE virá.

E tudo aconteceu, houve um terremoto, a prisão foi sacudida, algemas caíram, e o caminho estava livre.



Mas não era uma liberdade para fugir, desafiar as leis e autoridades, mas era uma liberdade para mostrar o poder da manifestação de Deus, tanto que, quando o carcereiro viu o estrondo e todo aquele acontecimento sobrenatural, também ficou abalado, pensou em se matar, afinal tudo estava sob sua responsabilidade, queria cometer suicídio, mas quando viu que ninguém fugiu, acreditou no poder de Deus e se converteu.

O carcereiro se tornou um servo do Senhor, porque pode ver com seus olhos naturais o poder de Deus agindo.

Quem fica focado no processo da manifestação de Deus, quem pode ver e sentir, ver os bons resultados acontecendo, mas quem abandona a fé, entra na apostasia, entrega os pontos, desiste diante de qualquer obstáculo, quem fica no desânimo, se tornam covardes, se rendem aos problemas não vai alcançar libertação, não vai ver a glória de Deus

Deus continua agindo na vida daqueles que fazem orações, que louvam e que trabalham em prol do Reino de Deus, e as portas das prisões físicas, espirituais e emocionais não prevalecerão contra a manifestação do poder de Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário